segunda-feira, 3 de julho de 2017

(re)começo

o recomeço é pra quem tem coragem
se acha o limite pro sofrimento
se abre a janela pra felicidade

o recomeço é pra quem tem certeza
às vezes ela demora
mas o coração continua implorando leveza

o recomeço é pra quem tem vontade
há quem não queira
e continua sem a verdade

o recomeço é pra quem se ama
pra quem consegue entender que ser feliz não é o destino
e sim o trilho por onde se anda

o recomeço é carregar o que é só seu, de mais ninguém
é trocar os sapatos
e ir além.


eu mereço
os recomeços.

sexta-feira, 5 de maio de 2017

A Empatia Racional

Vai que às vezes você não sabia que a empatia pode ser comandada pelo seu cérebro? A empatia emocional, quando você reconhece as emoções do outro e se identifica, é quando, sem pensar, se compreende a dor, a tristeza, a solidão, a felicidade do outro. Fácil? Não muito. Mas tem algo que com certeza é bem mais difícil: a empatia racional. Isso, ela também pode ser cognitiva, você consegue se identificar com o outro pela experiência de reconhecer pensamentos, intenções. Uma vez tava lendo sobre a Teoria da Mente, que nada mais é do que o pressuposto que os outros possuem uma mente (né?) e que através da introspecção cada um de nós pode conhecer nossos pensamentos e, através da empatia, conhecer os dos outros - já que não podemos entrar na cabeça do amiguinho (só o Mel Gibson) - e realizar que, olha, eles podem ser diferentes.

Por que será que perceber e reconhecer os estados mentais do outro - desejos, intenções, pensamentos, crenças - é tão difícil? Por que será que nos colocar no lugar da outra pessoa, estabelecer a compreensão, perdoar, não perdoar, entender que deve desculpas, que ele faria de outro jeito, perceber que tudo na vida tem dois lados quando se trata de relacionamentos no geral? O outro é diferente, afinal, não tem a mesma mente que você, e nem que a minha. Não passou pelos mesmos caminhos, não respirou as mesmas culturas, não desenhou as mesmas cicatrizes. Ainda bem. Só a sua introspecção não vai ter levar a nenhum lugar além do seu próprio mundo. Que é legal, é maneiro, é necessário. Mas é pela falta do exercício de empatia que amizades se desfazem, relacionamentos se destroem, pessoas são hostilizadas pelas suas escolhas, cores, crenças, modos de encarar os fatos, formas de levar a vida.

Por mais empatia racional, por menos egoísmo emocional.

terça-feira, 28 de março de 2017

o mesmo poema

de que adianta o pedestal
se quem desce sou eu?

de que adianta a luz
se quem eu ilumino não é meu?

de que adianta o elogio
se o que eu ouço é "não deu"?

de que adianta libertar
se o caminho me perdeu?

e de que adianta o amor
se só em uma curva se esqueceu?


domingo, 10 de julho de 2016

A Plenitude

O pleno é paradoxo constante. Enquanto ele é simples, também é vasto. Ele é imenso e calmo, e é na imensidão que encontramos também a liberdade. A plenitude é tão grande, mas tão grande, que chega a ser de uma cor só. Sua beleza é confortável. Quando ela te envolve, é serenidade. É felicidade.

Pleno, pra mim, é quando você olha algo e o enxerga por inteiro, sem interferência de qualquer pensamento. Nada passa pela sua cabeça no momento em que você olha aquilo. Você admira. Pensa sobre o que vê como se não fosse acabar. E o que vem depois? Sei lá. Tô aqui.

Pode estar o mundo caindo, mas o que os seus olhos veem são o retrato do que acontece bem ali na sua frente. E nada mais importa, por enquanto. A plenitude te dá a oportunidade de sentir-se inteiro.

É olhar o mar e as ondas e ver mar e ondas. E não mar, ondas, ontem, o que vai ser, o que eu fiz. Só mar e ondas.

terça-feira, 31 de maio de 2016

Tem um lugar

Tem um lugar
Ele não tem nome
Pode ter endereço

É perto do coração
Rente aos olhos
É onde volto pro começo.

Tem um lugar
Ele não é tangível
Pode ser realidade

É perto da minha mente
Passa pelo meu peito
E me lembra da verdade.

segunda-feira, 7 de março de 2016

Quando Vinicius está certo

"A vida é a arte do encontro, embora haja tanto desencontro pela vida."
Uma das frases mais certeiras que já li - e já vivi.

Posso dizer que é tão incrível quando a vida me proporciona encontros com pessoas que não têm nenhuma relação entre elas, mas que juntas - e ao mesmo tempo separadas - possuem o sublime poder de transformar minha caminhada. Elas podem tocar a minha intuição e fazê-la despertar, assim como acordar as minhas certezas. Pessoas essas que vão de amigos até aquele desconhecido sentado na mesma mesa de bar.

Quando o momento certo, a hora certa e as pessoas certas acontecem, é festa de sinergia. E não há presente melhor que a vida pode dar pra quem deve merecer esse tipo de luz e de clareza pra sua alma. Eu acredito tanto na energia das pessoas que é como se a vida pra mim fosse um gigante quebra cabeça de emoções. Aprendo cada vez mais que prestar atenção delicada ao que o outro te fala pode ter um valor que não se encontra em nenhuma missa ou mensagem de filme ou livro de auto ajuda.

Obrigada a todos os amigos, conhecidos e mentores que me ajudam a montar as partes mais difíceis do meu quebra cabeça. O momento é viver.

sexta-feira, 13 de novembro de 2015

Esperei por mim.

Esperar é um belo verbo. Um verbo de muitos sentidos.

Esperar sentada ou em pé? 
Esperar o tempo passar. 
Espero pra ver? 
Esperando que dê certo! 
Espero na janela o vento no rosto.
Quer esperar comigo?
Não espero que isso aconteça de novo...

Esperar, em todo caso, não é tão bom quando envolvem coisas ou pessoas que não sejam você. Mas é natural do ser humano esperar sempre, porque afinal, somos feitos de relacionamentos, sentimentos. De vida. Viver é esperar. Mas ao invés de esperar por outros, por coisas acontecerem, vamos esperar pelo hoje. Vamos esperar por cada um de nós, somente. Experimente esperar somente por você, pelo seu amadurecimento.

Aprenda a concordar com suas escolhas. As minhas? Estou bem com elas. Eu não falo de escolhas certas, e sim de aceitar que por onde eu ando ou deixo de andar são renúncias que, se as fiz, são porque fizeram parte de mim e do que acho que vai fluir para o bem. E não só pelo meu bem.

Eu sempre esperei por esperar por mim. Esperar pela gente é viver o hoje. =)