segunda-feira, 4 de junho de 2018

Eu, Sonho

Sinto-me em um sonho,
Demorando a despertar.
Com longas sensações,
Impossíveis de decifrar.

Os sentimentos são diversos,
Difíceis de lidar.
Os batimentos incessantes,
Só fiz me acostumar.

Por mais que tenha superado,
Há resquícios para lembrar.
Que só vão embora por completo,
Quando eu enfim acordar.

quarta-feira, 28 de março de 2018

eu nunca parei de navegar

eu navego
navego nas águas do meu mar

mas às vezes me arrisco
me arrisco em mergulhar

em outros oceanos
desconhecidos
profundos
infinitos

por uns eu mergulho até descobrir
descobrir que posso retornar

em outros eu afundo
afundo sem poder respirar

eu também coleciono
coleciono conchas, ouriços, estrelas do mar
coisas que posso guardar, coisas que posso soltar

e eu nado sempre pra poder voltar
pra beira, pra areia
pra borda, pra bóia
pra prancha, pra lancha

eu volto pra ancorar
ancorar meu coração
e recuperar o meu ar

pra voltar
e
navegar

quarta-feira, 7 de fevereiro de 2018

exageradamente

quando penso em exagero
penso em você

quando penso em você
acho que é sempre exagero

mas não existe
exagero
no prazer

terça-feira, 10 de outubro de 2017

A Festa dos Sentimentos

o meu coração pergunta:
- "tem espaço aí?"
alguém aqui de dentro responde bem alto:
- "pode entrar!"
e chegam os medos
que convidam as angústias
que avisam às verdades
que não quererem aparecer

nessa festa de sentimentos, o meu coração me pergunta mais uma vez:
- "tem espaço?"
- "pode entrar", responde o alguém aqui de dentro
e chega a compreensão
que convida o perdão
que avisa a fé
que não quer aparecer

mais tarde, o cansaço bate
e o coração insiste:
- "tem espaço?"
aquele mesmo alguém responde:
- "chegou quem faltava"
então chega o amor próprio
que convida a sensatez
que avisa à calma
que faz questão de aparecer.

os convidados essenciais
finalmente chegaram

pena que não podem mais ficar
precisam ir embora.


segunda-feira, 3 de julho de 2017

(re)começo

o recomeço é pra quem tem coragem
se acha o limite pro sofrimento
se abre a janela pra felicidade

o recomeço é pra quem tem certeza
às vezes ela demora
mas o coração continua implorando leveza

o recomeço é pra quem tem vontade
há quem não queira
e continua sem a verdade

o recomeço é pra quem se ama
pra quem consegue entender que ser feliz não é o destino
e sim o trilho por onde se anda

o recomeço é carregar o que é só seu, de mais ninguém
é trocar os sapatos
e ir além.


eu mereço
os recomeços.

sexta-feira, 5 de maio de 2017

A Empatia Racional

Vai que às vezes você não sabia que a empatia pode ser comandada pelo seu cérebro? A empatia emocional, quando você reconhece as emoções do outro e se identifica, é quando, sem pensar, se compreende a dor, a tristeza, a solidão, a felicidade do outro. Fácil? Não muito. Mas tem algo que com certeza é bem mais difícil: a empatia racional. Isso, ela também pode ser cognitiva, você consegue se identificar com o outro pela experiência de reconhecer pensamentos, intenções. Uma vez tava lendo sobre a Teoria da Mente, que nada mais é do que o pressuposto que os outros possuem uma mente (né?) e que através da introspecção cada um de nós pode conhecer nossos pensamentos e, através da empatia, conhecer os dos outros - já que não podemos entrar na cabeça do amiguinho (só o Mel Gibson) - e realizar que, olha, eles podem ser diferentes.

Por que será que perceber e reconhecer os estados mentais do outro - desejos, intenções, pensamentos, crenças - é tão difícil? Por que será que nos colocar no lugar da outra pessoa, estabelecer a compreensão, perdoar, não perdoar, entender que deve desculpas, que ele faria de outro jeito, perceber que tudo na vida tem dois lados quando se trata de relacionamentos no geral? O outro é diferente, afinal, não tem a mesma mente que você, e nem que a minha. Não passou pelos mesmos caminhos, não respirou as mesmas culturas, não desenhou as mesmas cicatrizes. Ainda bem. Só a sua introspecção não vai ter levar a nenhum lugar além do seu próprio mundo. Que é legal, é maneiro, é necessário. Mas é pela falta do exercício de empatia que amizades se desfazem, relacionamentos se destroem, pessoas são hostilizadas pelas suas escolhas, cores, crenças, modos de encarar os fatos, formas de levar a vida.

Por mais empatia racional, por menos egoísmo emocional.

terça-feira, 28 de março de 2017

o mesmo poema

de que adianta o pedestal
se quem desce sou eu?

de que adianta a luz
se quem eu ilumino não é meu?

de que adianta o elogio
se o que eu ouço é "não deu"?

de que adianta libertar
se o caminho me perdeu?

e de que adianta o amor
se só em uma curva se esqueceu?